Dialisadores e suas vantagens no tratamento das doenças renais.

Os dialisadores também conhecidos como “rim artificial”, possuem inúmeras vantagens no tratamento das doenças renais, realizando um verdadeiro milagre quando o rim já encontra-se inoperante, ou impotente.

 

Na prática, os dialisadores são produtos compostos por fibras microscópicas que auxiliam na limpeza e filtragem das impurezas sanguíneas ao mesmo tempo, em que eliminam toxinas e substâncias prejudiciais para o organismo.

 

Em síntese: um dialisador realiza o trabalho que um rim doente não consegue fazer. Consequentemente, é um produto que garante qualidade de vida para o paciente renal. Por isso, a escolha de um bom dialisador é tão importante para o sucesso de terapias como hemodiálise e diálise.

 

O tratamento renal via hemodiálise é recomendado para pacientes que sofrem com Insuficiência Renal Crônica (IRC) ou Insuficiência Renal Aguda (IRA). Não é simples detectar o adoecimento dos rins logo no início, pois, a maioria das pessoas não apresenta sintomas graves. Esses sinais geralmente aparecem quando as doenças renais já estão em fase mais avançada.

 

Ao longo deste artigo, vamos explicar  sobre as condições que levam  o paciente renal a precisar do tratamento.

Continue lendo!

 

Doenças renais: principais causas e consequências

As doenças renais podem surgir por diversos motivos, tais como: insuficiência renal, pressão alta, diabetes, fatores genéticos, obesidade ou até mesmo decorrência de hábitos considerados não saudáveis — fumar e beber com frequência, não cuidar da alimentação, usar medicamentos em excesso e manter um estilo de vida sedentário, por exemplo.

 

A Doença Renal Crônica (DRC) corresponde a um estado em que os rins perderam suas funções de forma progressiva e irreversível. Segundo o Ministério da Saúde (MS), a definição de uma DRC inclui as doenças que afetam as funções renais e a estrutura dos rins.

 

É possível classificar as doenças renais crônicas em 5 estágios. No começo, o paciente pode sentir inchaço, náuseas, perdas de apetite e maior fraqueza. Esses sintomas indicam que a função renal está abaixo do normal.

 

Nos estágios mais avançados, é comum que o paciente sofra com pele seca, dificuldades para dormir, piora nos quadros de hipertensão e diabetes e tenha suas funções renais totalmente comprometidas.

 

Pacientes crônicos perdem 90% das funções renais. Na prática, isto é muito grave, porque os rins são órgãos vitais para a saúde humana e o bom funcionamento do organismo. Não é por acaso que esses órgãos são responsáveis pelo desempenho de atividades como:

  • Produção dos glóbulos vermelhos (células sanguíneas que transportam oxigênio- O2 dos pulmões para os tecidos);
  • Auxílio na produção de vitaminas como a vitamina D que ajuda a melhorar a imunidade, bem como atua positivamente no metabolismo e na regulagem da concentração de cálcio e fósforo no organismo;
  • Fortalecimento da estrutura óssea;
  • Regulagem da pressão arterial;
  • Filtragem e limpeza de toxinas;
  • Eliminação do excesso de líquido;
  • Equilíbrio de substâncias que atuam no equilíbrio de hormônios;
  • Filtragem e purificação do sangue.

 

As consequências decorrentes das doenças renais variam conforme a enfermidade e o grau da lesão nos rins. Em uma perspectiva geral, o paciente renal perde qualidade de vida, pois uma lesão renal faz com que as atividades glomerulares que filtram as substâncias no organismo e as funções endócrinas (que atuam no controle da produção hormonal) sejam perdidas.

 

Uma pessoa com problemas renais pode ficar mais cansada, ter dor nas costas, urinar muito ou não, desenvolver anemia, sofrer frequentemente com vômitos e/ou náuseas, urinar sangue, sofrer com inchaço no corpo, entre outras situações.

 

Diagnóstico e tratamento

Em qualquer doença, o diagnóstico precoce é o melhor caminho para que a pessoa doente tenha acesso a um plano de tratamento ágil e adequado.

 

Não é fácil identificar as doenças renais porque, como pontuado anteriormente, essas doenças podem ser silenciosas e os sintomas também podem indicar outras enfermidades. No entanto, há alguns cuidados que podem ser reforçados para detectar e prevenir as consequências de doenças renais. São eles:

  • Realizar check-ups com regularidade;
  • Em caso de algum sintoma suspeito, conversar com o médico sobre a possibilidade de realizar exames de creatinina e ureia no sangue;
  • Em caso de histórico familiar significativo para a presença das doenças renais, atentar-se aos fatores de risco e reforçar hábitos saudáveis como: manutenção de alimentação saudável e prática de atividades físicas.

Veja também – Saúde renal e alimentação: entenda essa relação!

 

Os tratamentos renais são orientados pelo médico nefrologista de conforme o grau da doença renal e seus impactos na vida do paciente. Tratamentos como hemodiálise e diálise são, praticamente, a única alternativa no caso de pacientes renais crônicos, pois as funções renais não podem ser recuperadas.

 

Em alguns casos, o transplante renal é uma possibilidade.

 

A hemodiálise é o principal tratamento nos casos em que a creatinina do paciente tem valor superior a 8 – 10 mg/dl. Com esse procedimento, os pacientes se mantêm ativos, sendo beneficiados com um tratamento que equilibra as substâncias do seu organismo e permite, por meio do dialisador, que o trabalho do rim inoperante seja feito.

 

Proporcionando assim, uma dose de esperança para as pessoas que enfrentam essa condição grave de saúde.

 

Dialisador: o que é, quais são as funções?

Os dialisadores também são chamados capilares ou hemodialisadores. Independente da nomenclatura, são produtos que servem para filtrar o sangue e manter os rins funcionando.

 

Possuem inúmeras  vantagens, pois auxiliam no processo quando uma pessoa é diagnosticada com insuficiência renal ou Doença Renal Crônica (DRC), onde ela perde as funções renais que eliminam substâncias tóxicas e sais minerais.

desenho_hemodialisador_baixo_fluxo

 

Sem acesso a um tratamento adequado, com um dialisador de qualidade, esses pacientes começam a sofrer com maior cansaço, indisposição, falta de apetite, mal-estar e a doença evolui rapidamente. Outra consequência é o maior risco de óbito do paciente renal, como revelam diversas pesquisas.

 

Um grupo de cientistas da Universidade de Minnesota, nos EUA, por exemplo, descobriu que quando o paciente que necessita de hemodiálise fica sem o tratamento por apenas dois dias, o risco de óbito aumenta em 22% devido ao acúmulo de líquido e toxina no organismo. Percebeu a importância do dialisador?

 

Vale destacar que durante uma sessão de hemodiálise, o profissional de saúde usa o acesso para ser realizada a diálise do paciente através de um cateter ou de uma agulha. Depois que se inicia o processo e acontece a operação de filtragem do sangue, o mesmo é devolvido pelo mesmo (acesso) ao corpo do paciente, por meio da linha venosa.

 

Ou seja, além de exercerem o papel de um rim artificial, os dialisadores e suas vantagens também ajudam na sobrevida dos pacientes. Assim, a escolha de um dialisador de qualidade, devidamente certificado pelas autoridades sanitárias e com boa compatibilidade é fundamental para a qualidade do tratamento.

 

Leia também: Qual a função dos capilares no processo de hemodiálise

Preparo da hemodiálise e manuseio do dialisador

Se você chegou até aqui, deve ter percebido o quanto uma sessão de hemodiálise faz a diferença na vida de um paciente renal. É por esse motivo que é tão importante compartilhar informações de qualidade com os profissionais que cuidam da operação dos dialisadores e preparam as sessões de hemodiálise que atendem os pacientes.

 

A Segurança do Paciente renal é fruto de uma série de atitudes que passam pelas boas práticas no uso e cuidado com os dialisadores, bem como a atenção aos riscos e possíveis danos que podem ser causados de forma desnecessária durante o tratamento.

 

Neste sentido, o desenvolvimento de um, checklist que visa orientar a preparação dos profissionais para a realização da hemodiálise proporciona muitos benefícios, na prática!

 

Vantagens dos Dialisadores da Allmed Group

 

Mais do que distribuir produtos para tratamentos renais, a Allmed tem como missão entregar bem-estar e elevar a qualidade de vida dos pacientes renais crônicos.

 

No sentido de proporcionar melhorias na saúde e ampliar as possibilidades, de realizarem suas tarefas do dia a dia da melhor maneira possível.

 

Com esta visão, a Allmed alia inovação, tecnologia, conforto terapêutico e critérios de qualidade e segurança rigorosos para distribuir dialisadores com alto nível de qualidade para clínicas, hospitais, profissionais de saúde e pacientes.

 

A seguir, destacamos as principais vantagens dos dialisadores!

 

1. Dialisadores e suas vantagens : maior segurança para o paciente, menor risco de contaminação

Além de melhorar o desempenho do dialisador, a membrana de Polisulfona é excelente para evitar a contaminação do sangue do paciente renal. Na prática, a membrana micro-ondulada,  evita a criação das chamadas “zonas mortas” que geralmente ocorrem nas fibras retas e prejudicam a qualidade da hemodiálise.

 

Assim, evita-se o contato entre o sangue do paciente e o líquido dialisante. Ou seja: maior segurança e menor risco de contaminação. Vale ressaltar que  a distribuição de fluxo de sangue dialisante depende da exata configuração de cada fibra no capilar.

 

2.  Dialisadores e suas vantagens: alta capacidade de retenção de endotoxinas

Os dialisadores da Allmed são projetados com tecnologia de micro-ondulação. Na prática, a fibra micro-ondulada é considerada inovadora no mercado devido à alta capacidade de retenção de endotoxinas (ET) e garantia da melhor otimização da terapia de hemodiálise. Com foco na redução e/ou eliminação de toxinas urêmicas residuais.

 

Além disso, os dialisadores  possuem capacidade de adsorção. O resultado? O paciente renal tem uma sessão de diálise segura, livre de bactérias e apirogênica.

 

3.  Dialisadores e suas vantagens: esterilizados de forma rigorosa

Independentemente do modelo, todos os dialisadores da Allmed possuem um sistema de esterilização altamente eficaz.

 

Na prática, são esterilizados a vapor intra line e extra line em uma temperatura de, no mínimo, 120ºC, por cerca de 20 minutos. Deste modo, é possível assegurar maior biocompatibilidade entre o produto e o paciente e reduzir os níveis de resíduos presentes no dialisador.

 

4. Dialisadores e suas vantagens: certificado de qualidade

Todos os produtos da Allmed Pronefro são distribuídos mediante análise rigorosa do setor de controle de qualidade. Os dialisadores são registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

 

Portanto, estão conforme os requisitos estabelecidos nos padrões de qualidade avaliados pelas autoridades sanitárias e garantem maior efetividade terapêutica e segurança para as pessoas que fazem hemodiálise.

 

Abaixo, algumas certificações de qualidade da Allmed Group:

  • Certificação de Boas Práticas de Distribuição (BPD);
  • Certificação de Boas Práticas de Fabricação e Controle de Produtos para Saúde (BPF).

 

Além de cumprir normas e protocolos de segurança da qualidade, a Allmed Group busca constantemente atender os padrões globais de excelência que garantem a satisfação e saúde dos clientes.

 

É por isso que a empresa conta com uma equipe especializada no controle de qualidade que prioriza a melhoria contínua dos processos e sistemas de gestão, visando a melhor entrega para os parceiros e pacientes.

 

5. Dialisadores e suas vantagens: Alta Performance

Os produtos da Allmed Pronefro são caracterizados pela alta performance aliada à segurança do paciente. No caso dos dialisadores, é perceptível o quanto a composição dos produtos (altamente tecnológica e moderna) impacta positivamente no desempenho dos produtos.

 

Os capilares filtram altas quantidades de resíduos e toxinas em um período relativamente curto. Consequentemente, os pacientes podem aproveitar melhor os benefícios da sessão.

 

Saiba mais: Hemodiálise: checklist para uma sessão segura

 

Modelos de dialisadores da Allmed Group

Os dialisadores são produtos que podem ser encontrados em diversos tamanhos e modelos. A indicação do dialisador varia conforme o tamanho e peso do paciente.

 

Segundo Melo et al. (2000), no caso de um adulto,  “os capilares empregados proporcionam  ao sangue uma superfície de contato com a membrana em torno de 1,5 m². Havendo uma diferença de pressão ou de concentração de substâncias entre o sangue e a solução de banho, substâncias fluem do sangue para o banho através da membrana. Esta possui uma série de pequenos orifícios que permitem a passagem de íons e de algumas moléculas como as de água e de toxinas, porém impedem a passagem de corpos maiores como as hemácias e outras partículas do sangue”.

 

Atenta às demandas do mercado e necessidades dos pacientes renais, a Allmed Group possui uma linha de dialisadores de baixo, médio e alto fluxo. O que difere um modelo do outro é a capacidade de filtragem das moléculas, onde o dialisador de alto fluxo, por exemplo, tem maior capacidade de depuração em menor tempo.

 

Atualmente, a Allmed Pronefro conta com 14 modelos  de dialisadores. Todos eles são compostos por membranas biocompatíveis de Polisulfona Aprimorada — um material de primeira linha que facilita a capacidade de difusão do dialisador, tornando-o muito mais eficiente.

 

Confira abaixo a lista com todos os modelos de capilares distribuídos pela Allmed Pronefro Brasil:

 

  • Dialisador Alto Fluxo de Alta Performance Área 1.0 Membrana de Polisulfona Allmed;
  • Dialisador Alto Fluxo de Alta Performance Área 1.8 Membrana de Polisulfona Allmed;
  • Dialisador Alto Fluxo de Alta Performance Área 2.0 Membrana de Polisulfona Allmed;
  • Dialisador Alto Fluxo de Alta Performance Área 2.2 Membrana de Polisulfona Allmed
  • Dialisador Alto Fluxo de Alta Performance Área 1.8 Membrana de Polisulfona e Tampas Rosqueáveis
  • Dialisador Alto Fluxo de Alta Performance Área 2.0 Membrana de Polisulfona e Tampas Rosqueáveis
  • Dialisador Alto Fluxo de Alta Performance Área 2.2 Membrana de Polisulfona e Tampas Rosqueáveis
  • Dialisador Médio Fluxo de Alta Performance Área 1.8 Membrana de Polisulfona Allmed e Tampas Rosqueáveis;
  • Dialisador Médio Fluxo de Alta Performance Área 2.0 Membrana de Polisulfona Allmed e Tampas Rosqueáveis;
  • Dialisador Baixo Fluxo de Alta Performance Área 1.0 Membrana de Polisulfona Allmed;
  • Dialisador Baixo Fluxo de Alta Performance Área 1.6 Membrana de Polisulfona Allmed;
  • Dialisador Baixo Fluxo de Alta Performance Área 1.8 Membrana de Polisulfona Allmed;
  • Dialisador Baixo Fluxo de Alta Performance Área 2.0 Membrana de Polisulfona Allmed;
  • Dialisador Baixo Fluxo de Alta Performance Área 2.2 Membrana de Polisulfona Allmed.

 

 

Clique aqui para conferir as especificações técnicas de cada produto.

 

Por que escolher a Allmed Group?

A Allmed Pronefro Brasil faz parte da Allmed Group que tem presença internacional na  fabricação e distribuição de produtos para hemodiálise em países da Europa, do Oriente Médio e na América do Sul.

 

Atuando no Brasil há 20 anos, a Allmed Pronefro  conta com uma equipe de  representantes que atuam em todo o país, na venda dos produtos Allmed.  Assim como,  equipe interna, que trabalham nos setores de vendas, logística, controle de qualidade, gerenciamento de riscos, marketing, relacionamento, entre outras demandas administrativas.

 

 

Além de oferecer os melhores dialisadores do mercado que garantem a realização dos tratamentos renais em adultos, a Allmed Group também conta com uma linha completa de produtos usados para os procedimentos de diálise e hemodiálise em pacientes pediátricos — crianças e recém-nascidos.

Confira também: Hemodiálise x Diálise Renal em bebês: como funciona

 

Quer saber mais sobre os dialisadores, deseja solicitar um orçamento ou agendar uma visita com nossos representantes? Fale com nossa equipe no WhatsApp!

 

 

 

Compartilhe